Sexta-feira, 27 de Março de 2009

(In)Segurança

 

- Facto 1:

O Relatório de Segurança Interna 2008 regista uma subida de 10,8% dos crimes violentos e de 7,5% da criminalidade geral.

 

- Argumento:

A crise tem sido o argumento preferido do Governo para se "desculpar" de quase tudo.

 

- Contra-argumento:

A crise não chegou só a Portugal chegou, também, a países como Inglaterra, França ou Itália e, nestes países, a criminalidade diminuiu.

 

- Promessas feitas em 2007 pelo Ministro da Administração Interna:

Reforma das polícias municipais; implementação da video-vigilância; criação de um programa nacional para os bairros problemáticos.

 

- Facto 2:

Nenhuma destas promessas foi cumprida.

 

- Pergunta:

Porque não constam no Relatório as ocorrências registadas referentes à violência juvenil?

 

- Resposta do Governo:

Porque «houve um atraso» na entrega desses dados.

 

- O meu comentário:

Um «atraso» bastante conveniente... Será possível que, apesar de assustadores, os resultados do Relatório de Segurança Interna 2008 não são fidedignos? Estará o Governo, apesar de tudo, a tentar "mascarar" os números da criminalidade em Portugal?

publicado por Maria Pia às 11:27
link do post | comentar

.Maria Pia Bonneville

.Junho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30

.posts recentes

. Michael Jackson

. Parlamento Europeu

. A não perder

. A impotência do Homem per...

. Quem diz o que quer...

. A impotência do Homem per...

. Excentricidades

. E quem fala assim não é g...

. Curioso

. Porto igual a si mesmo

.arquivos

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds