Quinta-feira, 29 de Janeiro de 2009

Um ano de pérolas (II)

Na continuação das comemorações de um ano de mandato a Ministra da Saúde dá, esta semana, uma entrevista à revista Sábado, cuja leitura recomendo vivamente. Só para "aguçar o apetite" deixo aqui uns extractos da entrevista:

Sábado (S) - Já leu a moção de Sócrates ao congresso do PS?

Ana Jorge (AJ) - Não li toda. Estive a ouvir, mas ainda não tive tempo para ler a moção completa.

S - Sabe o que diz nos objectivos para a Saúde?

AJ - Sei o que ouvi o engº Sócrates dizer na apresentação, defendendo o Serviço Nacional de Saúde (SNS) e o reforço das reformas fundamentais: nos cuidados primários, cuidados continuados e na área hospitalar.

S - A moção nada diz sobre Saúde em termos de metas...

AJ - Estava a falar daquilo que ouvi.

[...]

S - Receia que isto corra mal? (referindo-se ao processo contra Ana Jorge, "enquanto ex-presidente da Administração Regional de Saúde de Lisboa, por eventuais pagamentos ilícitos que terá feito a um hospital de gestão privada - o Amadora-Sintra, do Grupo Mello" e em que "a ministra pode ser obrigada a devolver ao Estado um valor que pode chegar aos 3 milhões de euros".)

AJ - Não. Se correr mal, o que me pode acontecer?

S - Pode ser desastroso para as suas finanças.

AJ - Não tenho para pagar...

S - Mas tem bens, casas, carros...

AJ - O que tenho não chega para pagar aquilo que querem.

S - Hoje sabe qual é a dívida do SNS?

AJ - Neste momento não lhe posso dizer, porque as dívidas atrasadas foram pagas. Os 900 milhões foram pagos e não está feita neste momento a avaliação da dívida.

[...]

S - Não é um valor que a ministra da Saúde devia ter em cima da secretária todos os dias?

AJ - [...] Não considero que, para tomar decisões... ou melhor, para tomar decisões tenho de saber qual é a dívida... ou melhor, tenho de saber se tenho orçamento para saber o que é preciso. [...]

[...]

S - Um relatório da Inspecção-Geral das Actividades em Saúde conclui que há médicos que prescrevem 236 caixas de remédios por dia e que dão 90 consultas diárias. O relatório foi enviado para si. O que aconteceu a estes médicos?

AJ - Não tenho presente o relatório.

 

Nota - os meus parabéns a Fernando Esteves e Vítor Matos, que conduziram a entrevista.

publicado por Maria Pia às 15:04
link do post | comentar

.Maria Pia Bonneville

.Junho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Michael Jackson

. Parlamento Europeu

. A não perder

. A impotência do Homem per...

. Quem diz o que quer...

. A impotência do Homem per...

. Excentricidades

. E quem fala assim não é g...

. Curioso

. Porto igual a si mesmo

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds